TEMA 1: Água e Esgoto para Todos até 2030

A escassez de água e esgoto apresentam-se como riscos globais sistêmicos na vida das pessoas impactando, não apenas em saúde pública, mas em educação, empregabilidade e mobilidade social, entre outros. O ODS 6 e os direitos humanos para água potável e saneamento (na sigla em inglês HRWS – Human Rights for Water and sanitation) fornecem uma abordagem centrada nas pessoas para o desenvolvimento sustentável em países, em todos os níveis de desenvolvimento. A solução de problemas relacionados à água é um requisito básico para outras ações de desenvolvimento, compartilhando prosperidade e sustentabilidade. Considerando esses aspectos, este tema, partir dos tópicos abaixo listados, tem como objetivo discutir o desenvolvimento e a implementação de modelos efetivos de fornecimento de serviços de água e saneamento, que contem com inovações técnicas, de processos de financiamento e socioambientais que fortaleçam a saúde pública e as condições de vida da população.

Alceu Guérios Bittencourt
ABES - SP
Engenheiro Civil pela Universidade Federal do Paraná, pós graduado em Engenharia Hidráulica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, com especialização em Administração Financeira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Foi Presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES – Seção São Paulo, nos Biênios 2013/15 e 2015/17 e atualmente integra o Conselho Diretor da ABES. Foi Presidente do 29º Congresso da ABES. Integrou a Comissão Temática do Fórum Mundial da Água 2018, realizado no Brasil. É Diretor Superintendente da COBRAPE – Cia. Brasileira de Projetos e Empreendimentos.
Dante Ragazzi Pauli
Sabesp
Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Mackenzie(1984), com Especialização em Engenharia em Saúde Pública pela USP (1989) e Mestrado em Saneamento Ambiental pela Universidade Mackenzie (1988). Trabalhando na Cia. de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP desde 1985, atuando em diversas áreas, hoje como Superintendente de Planejamento Integrado. Professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Mackenzie (desde 1985) e Faculdade de Engenharia do Mackenzie (atualmente). Foi presidente nacional da ABES de 2013 a 2016 e é coordenador da Câmara Temática da ABES de Comunicação no Saneamento.
Edes Fernandes de Oliveira
CEDAE
Engenheiro civil, pós-graduado em Engenharia Sanitária pela UERJ e em Engenharia Ambiental pela COOPE/UFRJ. Trabalha na CEDAE há 30 anos. Foi gerente nas áreas de operação, manutenção e controle de qualidade da água na RMRJ e diretor dos sistemas de água e esgotos da RMRJ. Atualmente é diretor de Operação e Grande Operação de Água da RMRJ. Foi membro representante da CEDAE nos Comitês de Bacia do Paraíba do Sul e Guandu, vice-presidente da Associação dos Empregados de Nível Universitário da CEDAE e é atualmente conselheiro da ABES Seção Rio de Janeiro.
Édison Carlos
Trata Brasil
Presidente executivo do Instituto Trata Brasil. Químico industrial, atuou em áreas ligadas à Comunicação e Relações Institucionais nos setores químico e petroquímico. Formado em Química pelas Faculdades Oswaldo Cruz, é pós-graduado em Comunicação Estratégica. Atuou por quase 20 anos no Grupo Solvay, nos últimos anos foi responsável pela área de Comunicação e Assuntos Corporativos da Solvay Indupa. Em 2012, recebeu o prêmio “Faz Diferença – Personalidade do Ano” do Jornal O Globo – categoria “Revista Amanhã” que premia quem mais se destacou na área da Sustentabilidade em todo o país. Entre 2014 e 2016, atuou em parceria com a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) na formatação da Campanha da Fraternidade Ecumênica que em 2016 divulgou a problemática do Saneamento Básico em todo o país.
Gustavo Heredia
Agua Tuya
Gustavo Heredia iniciou sua carreira como engenheiro na indústria de fabricação de tubos na Bolívia e em 2003 fundou a AGUATUYA, uma organização sem fins lucrativos que ajuda a desenvolver serviços de saneamento sustentáveis. Graças ao seu conhecimento em engenharia, experiência prática nos últimos 20 anos e cursos de especialização e intercâmbio de conhecimento na Suécia, Japão e Reino Unido, Gustavo é equipado com uma grande variedade de insights para colaborar com diferentes instituições do setor e realizar trabalhos de consultoria para instituições como o Banco Mundial sobre planejamento estratégico e tratamento de águas residuais.
Juliana Almeida Dutra
ABES/CT Prestação de Serviços
Graduada em Comunicação Social pela UNESP; especializada em Gestão e Marketing pela FGV, IMI e ESPM; MBA em Pesquisa de Mercado, Mídia e Opinião pela ESPM, desenvolvimento de pesquisas em Sociologia das Emoções do Trabalho USP, Storytelling ESPM, Inovação (ambiente, pessoas e processos) IEC e Gestão do Relacionamento e Estratégia Kellogg USA e Escola Politécnica de Jyväskylä - Finlândia. Possui 20 anos de atuação em Estratégia e Relacionamento com Clientes nos segmentos financeiro, serviços, utilities e tecnologia e 7 anos de atuação em políticas públicas de sustentabilidade, educação, saúde, energia elétrica e saneamento.
Márcio de Melo Rocha
CEDAE
Engenheiro mecânico de sistemas, pós-graduado em Engenharia Sanitária e Ambiental pela UERJ-CPUERJ. Trabalha na CEDAE há 36 anos, tendo atuado na área de operação e manutenção eletromecânica, sendo alçado a diversos cargos nesta área, tais como chefe de Serviço, chefe de Divisão e superintendente de Operação Manutenção e Tratamento. Atuou como fiscal no Programa PDBG em obras de construção e montagem da ETE Alegria, ETE Pavuna, ETE Sarapuí e ampliação da ETE Ilha de Governador. Foi coordenador executivo do Programa de Saneamento dos Municípios do Entorno da Baía de Guanabara – PSAM, da Secretaria Estadual do Ambiente. Atualmente é o diretor de Esgotos e Saneamento da CEDAE, atuando em toda a área da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.
Mônica Bicalho
ABES/CT Saneamento Rural
Engenheira civil pela Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais com especialização em Engenharia Sanitária. Na COPASA - Companhia de Saneamento de Minas Gerais, dedicou-se por 34 anos ao saneamento de pequenas comunidades, tendo ocupado de 2006 a 2015 o cargo de coordenadora de Projetos Estratégicos de Programas de Saneamento Rural. Foi representante da empresa na Comissão de Apoio ao Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde(municipal) e diversos Conselhos e Comitês do Estado de Minas Gerais, como Comitê Gestor de Convivência com a Seca, Conselho Estadual de Saúde, Conselho Estadual de Desenvolvimento Regional e Política Urbana. Membro da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental desde 1974 foi Presidente da Seção Minas Gerais no biênio 2015/2017 e coordena a Câmara Temática de Saneamento Rural da Associação desde 2008.
Rubens Filho
Trata Brasil
É jornalista formado pela Universidade de Taubaté (SP) e mestrando profissional em Sustentabilidade, Saúde e Meio Ambiente pela Universidade de São Paulo. Desde o segundo semestre de 2013 coordena a comunicação do Instituto Trata Brasil, trabalhando diretamente com as estratégias de divulgação dos estudos e projetos sociais, além de ser conferencista e palestrante de eventos de saneamento básico para governos estaduais, municipais, federal e universidades por todo o Brasil.
Stela Goldenstein
WRG 2030
Atua na gestão de meio ambiente, recursos hídricos, saneamento e na recuperação de espaços urbanos. Foi Secretária de Meio Ambiente do Estado e da cidade de São Paulo. Foi dirigente de entidades ambientalistas, consultora para a gestão ambiental empresarial e hoje atua como consultora do Banco Mundial para o equacionamento das questões e entraves que dificultam o atingimento das metas de desenvolvimento sustentável no campo da água e do saneamento.
Thiago Terada
Pacto Global ONU - AEGEA
Thiago é formado em Relações Internacionais pela PUC-SP, pós-graduado em gestão com ênfase em Estratégia de Negócios pela FGV-SP, e possui MBA em Negócios Globais e Sustentabilidade pela Università Cattolica del Sacro Cuore na Itália. Possui vasta experiência em Sustentabilidade e Relações Governamentais e atualmente é Gerente de Responsabilidade Social Corporativa da AEGEA, empresa que atua no setor de água e saneamento em 48 municípios do Brasil.

O tema compreenderá os 3 tópicos e 5 sessões seguintes:

Tópico 11 – Água para todos

Sessão 111. O Direito Humano à Água: Acessibilidade e capacidade de pagamento pelo Serviço

Sessão 112. Água Segura nas Favelas

 

Tópico 12 – Saneamento Inclusivo para Todos

Sessão 121. Saneamento inclusivo da cidade

Sessão 122. Água e Saneamento Rural

 

Tema 13 – Água e Saúde

Sessão 131. Inovação em água e saúde

Em breve...

Acesse aqui a data e horário da programação deste tema e adicione diretamente em sua agenda.

Compartilhe: